Biologia da pele e a tatuagem

Biologia da pele e a tatuagem

Um profissional da área da tatuagem necessita possuir o conhecimento sobre as estruturas e funcionamento da pele para que possa avaliar melhor a aplicação da tinta e para que compreenda o processo de cicatrização, podendo assim estabelecer melhores cuidados. A COLOR UP TATTOO Studio compartilha estas informações com seus clientes para que eles compreendam um pouco mais deste processo.

COMPOSIÇÃO DA PELE
:

  • CAMADA CÓRNEA: camada mais externa da pele, composta por células mortas e queratinizadas, denominada também de camada de queratina. Função de evitar a desidratação e enrijecer a pele;
  • CAMADA EPITELIAL: formada por células vivas em crescimento – encontram-se melanocitos que protegem da radiação solar;
  • CAMADA CONJUNTIVA: é a mais espessa, composta por vasos sanguíneos, células de gordura, terminações nervosas (servem para sentir dor, calor ou frio). Nesta camada encontram-se os fibrócitos, células que produzem o colágeno e que manterão o pigmento da tatuagem.

  • A agulha atravessa todas as camadas e na camada conjuntiva as fibras de colágeno irão frear sua penetração;
  • A tinta espalhada por todas as camadas começa a ser fixada no conjuntivo e retirada do epitelial. No limite das duas camadas as células de defesa (neutrófilos e macrófagos) começam a agir, fazendo a fagocitose.
  • FAGOCITOSE – é o processo responsável por segurar a tinta dentro da pele – processo que a célula tem de “devorar” algum corpo estranho. Após fagocitar o pigmento essas células de defesa ficam paradas no lugar, caso venham a morrer outras tomam seu lugar, engolindo novamente aquele pigmento.
  • Se a célula de defesa morre e outra demorar muito para lhe substituir o pigmento pode se espalhar, deixando a tatuagem borrada com os passar dos anos. Isto acontece normalmente com o envelhecimento;
  • A tinta que ficou retida nas camadas epitelial e córnea é removida facilmente.
  • Da camada córnea é removida na primeira troca de curativo: quando muitas pessoas se espantam ao retirar o plástico e vêem o desenho parecendo que está derretendo.
  • Já na camada epitelial células demoram em média 10 dias para se regenerarem, à medida que as células dessa camada crescem vão saindo feito casquinhas impregnadas de tinta – neste período deverá ter cuidado redobrado para não coçar, pois pode causar ferimentos no tecido conjuntivo;
  • A camada conjuntiva continua imóvel, produzindo colágeno, porem pode demorar até 03 meses para sua total estabilização;
  • Uma lesão durante o processo da tatuagem, ou durante a cicatrização, pode gerar um ferimento e como a camada epitelial demora muito para se regenerar o tecido conjuntivo ativa os fibrócitos que intensifica a produção de colágeno. Esse colágeno ultrapassa a camada epitelial e faz uma elevação no topo da pele: QUELÓIDE.
  • ESCURECIMENTO SOLAR: pode ocorrer nos primeiros 40 dias da tatuagem. Neste período toda a tatuagem está repleta de células sanguíneas mortas que liberam ferro em sua decomposição. Este ferro, quando espalhado na pele, faz parte do processo de ativação de melanina, logo, se a pele recém tatuada for exposta ao sol, aumentará a produção de melanina que impactará no escurecimento da tatuagem;
  • A ação da melanina é intensificada durante o período de cicatrização pela presença do ferro, porem não pode ser esquecido que a exposição da tatuagem ao sol deve ser evitada pelo resto da vida, pois a melanina continua agindo sempre;
  • AÇÃO DOS ALIMENTOS: Deve-se tomar cuidado com a ingestão de alimentos que possam causar alergia no período de cicatrização, pois em algumas pessoas a pele pode adquirir um comportamento mais reativo e comprometer o resultado do trabalho. Entre os alimentos que podem causar reações adversas destacamos os muitos gordurosos, como carne de porco, ovos, chocolate e maionese. E ainda, para algumas pessoas, alertamos sobre o camarão e outros frutos do mar. Estes alimentos por terem um potencial alérgico, estimulam substâncias no corpo, como histamina que causam vermelhidão e coceiras (isto pode atrapalhar no processo de fagocitose do pigmento e na regeneração do epitélio).
  • HIDRATAÇÃO DA TATUAGEM: como a camada córnea e as glândulas (sebáceas e sudoríparas – mantém a oleosidade, umidade e calor) da pele foram praticamente destruídas durante o processo de tatuagem, o filme plástico manterá a hidratação. Neste período é recomendável a utilização de cicratizante para auxílio na hidratação. As glândulas levam até cinco dias para se recomporem. Indica-se as cicratizante que contém dexpantenol, um ácido que ajuda a formação do tecido sem excessiva troca de células.